Abertura Home Informações Saúde News Recados Contato
Contato \ Ends

Agradecimentos a todas as pessoas que, de uma forma ou de outra, no passado,ou presente colaboraram com qualquer tipo de informação para a construção deste site. Especialmente:


Dra. Soraya K. Málaga - veterinária - São Paulo -SP


Dra. Marta Brito - veterinária - São Paulo - SP


Laudemar Amorim - Produtos Estibion - Jaboticabal - SP


Geraldo Magela - Viveiro Querência - São Paulo - SP


Dr. Luis Shimaoka - veterinário - São Paulo - SP


Maria do Carmo Olivatto - fotos e slides - São Paulo - SP



  CRÉDITOS


As matérias sobre saúde foram pesquisadas através de conversas pessoais com os veterinários: Dra. Soraya Kezan Málaga, Dra. Marta Brito e Dr. Luis Shimaoka.  Demais créditos sobre saúde estão indicados nas próprias matérias.


Créditos outros: Slide.com , Mural de Recados e Gifmania.net

Fotos: cedidas por amigos do Orkut



Quer me escrever? Quer mandar seu recado? Quer esclarecer alguma dúvida? Quer dar sugestão? Quer fazer uma crítica? O que você quiser falar... Fale! Não deixe para amanhã. Rsrssrsr. Use o email:





   freyja@segredosdecalopsita.com.br




As fotos que usei nesta matéria foram cedidas por gente muito simpática a quem desejo agradecer. Se você também gostou das fotos, prestigie quem foi tão gentil, mas não vá embora ainda. Leia, por fim, o que podemos fazer por nossos amiguinhos no suposto “fim”.


Bem gente... Até agora falamos das formas de salvar e manter a vida de nossas calopsitas, no entanto chega um dia em que eles, assim como nós, têm que partir. Partir para onde? Não sabemos! Cada ser guarda em si, sua crença, sua filosofia. O que importa é o que levamos. Nós, seres humanos, podemos perder tudo. Podemos perder nosso dinheiro, nosso status, nossa roupa, nosso trabalho, nossa casa. Até a dignidade e a vergonha podemos perder. Difícil de encarar? Talvez... No entanto há algo que NUNCA perderemos, aconteça o que acontecer: Nossa experiência! Nada, ninguém e situação alguma tira isto de nós. Nossa experiência nos acompanha pela vida e atravessa a “morte”. Para onde quer que seja que possamos ir, nossa experiência vai junto. Se alguém nos roubar, nos matar, não roubam e nem matam a nossa experiência. A experiência é nossa forma e propósito de vida.

Os animais também carregam a sua experiência. A bagagem que adquirem na convivência conosco, tem, na história do universo, sua importância. Pensando nisto, eu lhes pergunto: Qual seria a sua sensação se na hora de morrer você fosse abandonado pelo seu melhor amigo? Pelo seu tutor? Pela pessoa que representa seu ponto de referência?

Vou deixar uma linha de espaço em branco para você pensar sobre isto.


Se seu amiguinho foi acometido de algum problema fatal evocê já recorreu a TODOS os recursos para salvá-lo, apenas esteja com ele. Seja seu companheiro carinhoso. Demonstre-lhe afeto e, se for inevitável, não o deixe sofrer demais. Peça ao veterinário que o faça partir sem dor, mas esteja ao lado dele quando acontecer. Esteja lá segurando a cabecinha dele nas mãos e lhe repetindo, suavemente, que tudo vai dar certo. Um dia, todos podem se encontrar outra vez.

.... . ....


                                                                        The end!

Morya, Merlin e Rabolú
Back to top