Abertura Home Informações Saúde News Recados Contato

Olá! Meu nome é Edméia, moro em S.Paulo-capital e construí esta página visando a saúde e a beleza  das  calopsitas.


As informações  aqui contidas  não substituem a consulta com o veterinário. Prefira os mais habituados em atender aves.

Nós,  seres  humanos buscamos nos animais  o que não conseguimos encontrar em nossa  espécie. Os animais não sabem que possuímos cartões de crédito, conta bancária e bens materiais. Eles não observam as roupas e acessórios que usamos e  nem  nos exigem sucesso contínuo.  Os animais não nos  “compram” pela nossa imagem, não se vendem pelo que podemos pagar e nem impõem condições pelo que desejam nos dar. Portanto, eles nos amam pelo que somos na realidade.  Não se importam com o nosso dinheiro ou com a falta dele, só se importam conosco e com o sentimento que lhes transmitimos. Se você não encontrou  companheirismo,  fidelidade, desinteresse material e amor verdadeiro no seu semelhante e  escolheu ter um amiguinho do reino animal, seja com ele, o que ele é com você. Saiba retribuir o afeto verdadeiro. Que tal recordarmos Sain´t Exuperry? Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”

Falando em responsabilidade, Calopsitas são lindas, não são? Elas nos alegram, enchem de vida o ambiente e estão sempre demonstrando afeto. Ter uma calopsita é, simplesmente delicioso, mas será que todas as pessoas que têm uma calopsita sabem como cuidar dela?

 

Muitas vezes,  deixamos de fazer a coisa certa por falta de informação.  Com informação, amor e boa vontade é possível prolongar a vida de nossas calopsitas e, claro, torná-las bem mais saudáveis.

 

Ter uma calopsita, requer “Posse  Responsável”. Quando você for adquirir uma calopsita, ou qualquer outro bichinho de estimação, pense nessas duas palavras mágicas: “Posse Responsável”.

Vamos traduzir um pouquinho do que possa ser “Posse Responsável”?

 

Imagine que você foi ao pet shop, viu uma linda calopsita e resolveu levá-la para casa. Antes de levá-la  analise os custos a mais que você vai ter, como por exemplo: Um exame de fezes inicial, ração de boa qualidade, prováveis remédios e possíveis consultas com veterinários, caso  se faça necessário. Se você levar a calopsita e ela precisar de cuidado especializado você não vai deixá-la morrer... ou vai?

Avalie, honestamente,  seus recursos materiais e afetivos,  levando em conta que você não deve tirar a oportunidade do bichinho de ter um BOM dono se você não tiver condições de ser o que ele necessita.

 

Levou a calopsita? Parabéns! Provavelmente, você  chegou à conclusão de que pode ser um (a) grande parceiro (a) dela. Bem... Parceiros não abandonam uns aos outros na hora do aperto, né? Companheiros não deixam de dar atenção um ao outro, diariamente, deixa?

 

Finalizando este tema, convido-o (a) a navegar pelo site e ficar à vontade, inclusive para enviar email, caso deseje. Você pode mandar suas sugestões, opiniões ou solicitar ajuda.

 

                                

Come in ..................... Entre nas páginas!

 


Vejam as fotos que os amiguinhos do Orkut emprestaram para enriquecer nosso espaço. Elas estão no início de cada tópico.
Back to top