Abertura Home Informações Saúde News Recados Contato
Veterinários e Primeiros Socorros

Sua ave se feriu? O que você vai usar?


Envenenamento? Choque por calor? Queimaduras? Machucados? Sangramentos? Quais os primeiros-socorros que podem ser prestados?


Procure o veterinário tão logo seja possível. Isto evitará sofrimento para sua ave e aborrecimentos para você.


Você tem seu kit de primeiros-socorros, não tem? E para sua calopsita? Como você pretende acudí-la quando surgir uma emergência que necessite ação imediata?



Quando seu amiguinho tiver um problema jamais o entregue a um veterinário qualquer e, jamais, siga orientações de leigos ou curiosos. Diagnóstico sobre problemas em aves... Quem pode dar? Veterinário! Apenas veterinário e, de preferência, que tenha BASTANTE hábito com aves. Procure se informar, ANTES, onde existe veterinário que tenha habilidade com aves. Não deixe para a hora da necessidade, pois na hora da urgência você pode acabar levando seu amiguinho num veterinário habituado a atender cachorrros e que para não perder sua grana ele vai dizer que é EXPERT em aves. Quando você perceber o dano estará feito. Informe-se COM ANTECEDÊNCIA. Tenha uma ou duas opções em sua agenda.

Abaixo segue indicações de veterinárias habituadas com atendimento, frequente, de aves:

A Dra Marta é responsável pelo ambulatório de aves da USP onde você pode fazer consultas e realizar exames de seu amiguinho. Sendo ela responsável por um ambulatório onde só atende aves, não é necessário falar mais nada, né?

A Dra. Soraya Málaga faz atendimento em sua clínica e também em domicílio. Possui presteza em seus diagnósticos, é hábil em clinicar com alopatia, mas também com homeopatia e florais.O que é bastante interessante é que a Dra. Soraya além de ser cuidadosa, minuciosa, possui também “feeling” para investigar sintomas.

A Dra. Fernanda Passos Nunes mora em Itú, mas atende as regiões vizinhas. É habituada com aves, cuidadosa com dosagens e também é bastante eficiente nos seus diagnósticos.


Se você mora em outras cidades do Brasil, procure se informar sobre profissionais da área.


São Paulo

Dra. MartaBrito Guimarães-                   Fone:3091.7669

Z.Sul Dra. JulianaSinhorini-                   Fone:8387.8434

Z. Oeste Dra. Soraya K. Málaga-           Fone:3901.3020

Z. Leste Idem acima

Jardins Idem acima

Z. NorteDr. Luiz Alberto Shimaoka    -   Fone: 3851.9768


Itú:Dra. Fernanda B. Passos Nunes      Fone:9930.4328


Rio de Janeiro: Dr. Marcelo Lago (Clínica no Flamengo) -      Fone: 2556.7699  e  Cel.: 8111.6206


Agora você já possui norteio de veterinários, mas sempre tem um feriado, um fim de semana em que todo mundo some e acontece uma emergência.Quê fazer? Esperar o dia útil seguinte? Lembre-se: O dia seguinte pode ser muito tarde para sua ave.

Quem tem animal de estimação deve possuir também um kit de primeiros socorros para acudir em caso de necessidade. O que pode ser usado num momento emergencial? O que deve conter neste kit para não ser pego de surpresa? Vamos lá com o básico, mas não se esqueça de manter o kit longe do alcance de crianças e de seus próprios animais de estimação e, claro, não vá fazer dos primeiros-socorros um tratamento contínuo para economizar a grana da consulta. Não arrisque a vidade seu parceiro. Leve-o ao veterinário assim que for possível.


Homeopatias:

NUX VÔMICA CH 6 - GLÓBULOS

ARNICA MONTANA - CH 6 GLÓBULOS


Pomadas:

KERAVIT (Compra em pet shop)


PÓ HEMOSTÁTICO (para conter sangramentos)


Nebulizadores nasais:

RINOSORO (único que ave deve usar)


Probióticos

ESTIBION NEEM (para conter diarréia) ou outra marca.


Soluções:

TINTURA DE CALÊNDULA


INALADORES:

Inalador de preferência ultra-sônico.


Muito bem. Você já tem o kit. Agora vamos ver o que você pode acudir com ele.

Ferimentos e torções: Seu amiguinho se feriu? Onde foi? Como foi?  

Se perceber que se trata apenas de uma torção, dê a ele Arnica Montana ch6 glóbulos (diluir 2 glóbulos em 100 ml de água e colocar no bebedouro).  Se você deu arnica  montana para sua ave, tome sempre o cuidado de observar depois se ela está fazendo cocô normal, pois em alguns casos a arnica pode prender o intestino do bicho. Se isto acontecer, suspenda a  arnica, faça a ave cheirar de leve um pouco de cânfora e dê a ela mamão papaya no bico até que ela faça cocô. Pode também banhar o pé e a perninha dele em tintura de calêndula (1 gotinha de tintura para 1 copo de água - mexa para misturar).

Se há ferimento JAMAIS use pomada de arnica ou arnica diluída. Onde há FERIMENTO não se pode usar arnica em cima do ferimento. Entendido? Se há o ferimento passe a tintura de calêndula conforme indicado acima e pode dar a arnica montana ch6 para tomar (no bebedouro).

Sangramento: Depende da quantidade de sangue perdido. Pássaros não podem perder mais que 10% de seu peso em sangue. Uma calopsita adulta pesa 85 a 110 gramas, portanto só pode perder em média 0,9 ml de sangue, ou seja: menos de 1 ml... Quase nada, portanto se sua ave está sangrando, tente conter o sangramento com pó hemostático ou pó anti-hemorrágico (amido de milho, farinha, açúcar ou pó de café). Se necessário, cubra o ferimento com gaze e segure firme por 2 minutos. Se o corte for nos pés ou pernas, aplique a tintura de calêndula após parar o sangramento e procure o veterinário tão rápido quanto possível. Se o corte for no corpo, cubra com gaze e corra para o veterinário.

Se o sangramento é em decorrência de uma pena quebrada, pena em crescimento, ou pena que foi, erroneamente cortada,  é necessário arrancá-la.. Só assim o folículo irá fechar e parar o sangramento. Para arrancar, uma pessoa deve segurar com cuidado a ave, enquanto outra pessoa arranca a pena na base, com uso de um alicate pequeno (pinça não serve!). Se a pena for da asa, por exemplo, é necessário segurar a musculatura da asa (imobilizar). A pena deve ser arrancada num único puxão. Em seguida, aplique pó anti-hemorrágico com cotonete, diretamente no folículo e pressione com uma gaze até parar o sangramento.

sua ave quebrou um osso a primeira providência é retirar os poleiros e colocar água e comida à disposição dela.

Será necessário encanar o osso com gesso.  Tenha compaixão, não tente fazer isto em casa. Leve para o veterinário.

Pernas, pés, dedos e asa quebrados devem ser levados ao veterinário para que ele engesse da forma mais adequada. Lembre-se de que não adianta fazer de forma incorreta em casa, pois a ave deverá ficar com o gesso por 45 dias e é melhor que seja feito da forma certa para evitar sofrimento a ela e aborrecimentos a você.


Envenenamento: Se a ave ingerir ácidos, bases ou produtos à base de petróleo NÃO provoque vômito.   

Corra com ela para o veterinário mais próximo.  Se o envenenamento for por qualquer outro agente, provoque vômito (misture água e mostarda e coloque diretamente na garganta - 2 gotinhas de cada vez até completar 6 gotas).

Intoxicação por alimentos que é também um tipo de envenenamento, você pode usar NUX VÔMICA CH6 glóbulos (diluir 2 glóbulos em 100 ml de água - Nos primeiros momentos você deve dar 2 gotinhas a cada 3 horas direto no bico, máximo de 4 vezes ao dia, mas depois passe a colocar no bebedouro por 2 dias). Não se esqueça de trocar a água pelo menos 3 vezes ao dia. A Nux Vômica pode ser usada também quando algum remédio fez efeito indesejado. Nux Vômica é o remédio para desintoxicar. Posteriormente, ofereça folhinhas de bálsamo para ela comer. Deixe à disposição na gaiola. O bálsamo vai suavizar o aparelho digestivo e cicatrizar possíveis gastrites/úlceras, mas tão logo seja possível, leve ao veterinário


Queimaduras: Borrife com água bem fria, várias vezes, e procure o veterinário para que ele receite o remédio adequado. Se a queimadura for por gordura quente, passe farinha ou amido de milho antes de enxaguar com água. Um excelente remédio natural para queimaduras é: retire o gel da babosa sem raspar muito perto da casca e  coloque ou passe este gel no local queimado... Repita este procedimento até que perceba que curou.


Choque por calor: Borrife as penas com água fria e coloque os pés em água bem fria. Coloque em um local fresco e arejado. Mas tome cuidado para evitar que a ave se resfrie.


Diarréia: Use probiótico (Estibion Neem se você tiver), mas procure o veterinário com urgência, pois a diarréia é um sintoma alarmante de doença. Não se engane com possíveis melhoras. O veterinário deve buscar a CAUSA da diarréia e tratar o PROBLEMA antes que algo mais sério aconteça. Dê soro caseiro para a ave não desidratar até chegar o momento da consulta.


Crise alérgica com espirros fortes, coriza ou febre: Se houver crise respiratória fazer inalação. Consulte a página sobre problemas respiratórios.


Galô e Galosinha - amores eternos
Back to top